Conheça tudo sobre o novo fusca e entenda o que é esse Restomod de 3 milhões

Milivié 1 Is A Volkswagen Beetle Restomod That Costs €570,000

Utilizando o modelo Volkswagen 1303 da década de 1970 como base, a Milivié, uma jovem empresa alemã com foco em desenvolvimentos de restomod, mostra seu primeiro trabalho em uma criação baseada no clássico Fusca: o Milivié 1

Serão apenas 22 exemplares fabricados, em referência direta aos 22 milhões de unidades de produção do modelo original.

Seu preço se inicia a partir  € 570.000 (aproximadamente R$ 3,1 milhões de conversão direta).

Veja abaixo o que é um restomod e quais as semelhanças que esse novo Fusca tem com os modelos da Porsche!

Milivié 1 Is A Volkswagen Beetle Restomod That Costs €570,000

Restomod significa que um carro clássico passa por uma reformulação, fazendo ajustes que atualizam tecnologias e melhoram aspectos como desempenho e conforto, sem afetar a originalidade do veículo.

E no caso deste novo Fusca, estamos falando de um preço de mais de R$ 3 milhões, tirando impostos ou taxas, então dado o preço inicial de 570.000 euros para cada Milivié 1, vemos aqui então uma reformulação muito valiosa.

Restomod: Um novo Fusca inspirado na Porsche, descubra tudo sobre o Milivié 1

Empresa alemã prepara 22 unidades modernas do clássico Fusca, custando R$ 3  milhões cada - Olhar Digital

Milivié colocou em sua composição inspiração de vários modelos da Porsche, como o nariz, que lembra um pouco o 356 produzido de 1948 a 1965.

A iluminação em LED substitui então os faróis e traz contornos ovais alongados em sintonia com o Porsche RS Spyder.

Na traseira, um spoiler de cauda de pato com lanternas traseiras em forma de ferradura e ponteiras de titânio é anexado à tampa do motor.

Segundo a empresa alemã, o chassi do clássico terá melhora portanto com foco na aerodinâmica.

Também teve instalação em cada canto do carro uma suspensão double wishbone, que conta com freios a disco dianteiro e traseiro atuando em rodas de 19 polegadas (que possuem cinco opções de design).

Tecnologia de acordo com a modernidade

Por dentro, o Fusca de R$ 3 milhões oferece ademais assentos individuais para quatro pessoas em assentos de fibra de carbono.

Detalhes de madeira que percorrem o painel, com telas de 12,3 polegadas para instrumentos e para a tela de infoentretenimento – com vários modos de exibição, incluindo a exibição de medidores analógicos.

A seguir alguns recursos do Milivié 1:

  • Sistema de som com nove alto-falantes e amplificador
  • câmeras frontal e traseira
  • sensores de estacionamento
  • direção elétrica e ar condicionado

Entre as opções para carregar aparelhos eletrônicos, aliás além do carregamento sem fio, os passageiros vão encontrar portas de 220 volts, USB e USB-C.

Em termos de desempenho, o Milivié 1 usa um motor de quatro cilindros de 2,28 litros refrigerado a ar com carburadores Weber duplos e ignição eletrônica, acompanhado por uma transmissão automática ZF 4HP de quatro velocidades.

Sua potência ainda não foi informada, mas está sendo enviada para as rodas traseiras. Tem três modos de transmissão selecionáveis: Drive, Sports e Manual.

A Milivié vai trabalhar a venda de seus Fuscas de forma direta com os clientes, tendo personalização em cada unidade conforme as decisões são tomadas.

A primeira entrega está prevista para julho de 2023, enquanto a empresa pensa em entregar a última das 22 Milivié 1 em maio de 2025.

Gostou deste artigo? Então veja também:

Entre 20 e 40 mil, estes são os carros mais completos em 2022!

Bugatti do Cristiano Ronaldo tem inicío de produção e modelo custa R$42 Milhões

Carros únicos e raros, conheça a lista de carros que tem apenas uma unidade!

Ferrari cumpre o desejo de um único cliente e projeta a Ferrari SP48!

Ferrari SUV Purosangue é confirmada com motor V12!

Quer ler mais sobre assuntos do mundo dos carros e ficar por dentro das novidades?

Faça parte do nosso grupo do facebook, CarroNosso, um lugar para informação, discussão e decerto troca de experiências.

Jonny Brizio

Vendedor de formação, empreendedor por vocação e entendedor de carros por paixão. Este é o autor deste blog, Jonny Brizio, nascido em 1994 no Rio de Janeiro.
Curiosamente, louco por carros desde os 6 anos, mesmo que não haja ninguém na sua família que compartilhe tão profundamente deste sentimento avassalador.
Cresceu assistindo na TV, os programas “Auto esporte”, “Vrum”, “Auto+” o qual ele assistia religiosamente todos os episódios.
Apesar de todo conhecimento técnico teórico adquirido no programa da TV, junto a artigos e livros já ser grandioso e surpreendente, estava na hora de colocar em prática tudo o que aprendeu e começar a se destacar.
Aos 15 anos, ele decidiu trabalhar em uma oficina mecânica! Lá, Jonny aprendia sobre a mecânica das máquinas e adorava manobrar os carros do clientes, já que o seu pai não o permitia dirigir até que fosse maior de idade.
Sobretudo, as suas habilidades de direção quase que perfeitas em alta velocidade, impressionavam seu pai, que permitia-o dirigir em casos de emergência.
Por fim, aos 18 anos ele pôde desfrutar da sua liberdade por causa da sua independência, onde tivera a oportunidade de dirigir diferentes carros, seja por locadoras ou carros de amigos.
Todavia, junto com toda esta liberdade vem também a responsabilidade. Sendo assim, Jonny decidiu trabalhar com carros, já que a paixão corria em suas veias em todos os aspectos da sua vida.
Por isso, cresceu na carreira e virou consultor de seguros automotivos, onde recebe ligações quase todos os dias para proteger um bem tão essencial na vida de uma pessoa: O carro. Este, aliás, que chega a ser quase um filho para algumas pessoas.
Embora ainda não realizado, decidiu então criar este blog sobre carros, onde compartilha sua bagagem de conhecimentos profundos junto com as noticias que acontecem no momento.
Portanto, este trabalho é oriundo de talento, persistência e um sonho! Grandes vitórias, exigem grandes dedicações, por isso, espera-se que cada leitor absorva cada artigo de forma que venha a acrescentar tanto quanto acrescenta na vida do autor.
Saudações,

Deixe um comentário