Mão inglesa e mão francesa – Diferenças e Curiosidades.

Imagine que desde o lado que irá dirigir seu carro até o lado da via que se deve olhar para atravessar a rua é totalmente ao contrário do que você está acostumado. Pois então, está é a realidade de quem vive sobre a condução e trânsito na mão inglesa.

Mais de 50 países tem costume e legislação de trânsito no que chamamos de direção em mão inglesa, uma direção bem diferente da que estamos acostumados por aqui, na América do sul.

Sendo assim, Confira tudo que necessário para entender sobre está curiosa mudança nas pistas, que fazem toda diferença quando pretendemos viaja e passar por novas experiências.

mão francesa e mão inglesa

A origem da mão inglesa e suas curiosidades

Para desvendar a informação sobre os motivos da mão inglesa, devemos voltar ao tempo das guerras medievais, pois neste período os cavaleiros em ato proteção e tática de guerra usavam em sua mão direta as espadas.

Desta forma realizavam suas conduções pela via esquerda da pista, o que possivelmente foi adotado pelos romanos e serviu de extrema influência para o que hoje vemos em diversos países, como:

  • Austrália
  • África do sul
  • Nova Zelândia
  • Japão

O Japão é um dos países onde não teve colonização inglesa, mas o seu sistema de direção no trânsito se dá por meio dessa condução.

Portanto, muito se deve pelo apoio e criação em conjunto de linhas ferroviárias que tiveram sua construção ao lado esquerdo.

A origem da mão francesa e suas curiosidades

Em outro sentido, os Estados Unidos adotou como sistema universal o de condução pelas vias direta das estradas.

Com grande influência neste meio o engenheiro e inventor Henry Ford optou e, colocou o volante de seus veículos no lado esquerdo do carro, concretizando esse movimento no meio automotivo.

Anteriormente a esses contextos, na época da diligencia, os cocheiros sentavam ao lado esquerdo, para com a mão direita possuir livre acesso a guiar os cavalos.

Provavelmente, seria ainda maior a influência da condução em via no sentido da  mão inglesa, se não fosse o francês napoleão Bonaparte, um homem canhoto.

Veja também;

E com isso os cavalos deviam ser guiados a direta dele, assim ele teria a mão esquerda com domínio para se proteger e ou atacar, caso necessário.

A mão inglesa consiste em:

  • Volantes do lado direto nos carros
  • Direção ao lado esquerdo da via
  • Ultrapassagem  pelo lado direto
  • Rotatórias em sentido Anti-horário (Direto para esquerdo)

Enquanto a mão francesa é justamente o contrário

  • Volantes localizado ao lado esquerdo nos veículos
  • Direção ao lado direto das vias
  • Ultrapassagens pelo lado esquerdo
  • Rotatórias em sentido Horário (Esquerdo para o Direito)
  • Países como Irlanda, Tailândia, África do sul, Austrália, índia, Jamaica  entre outros que tiveram colonização britânica possuem a mão inglesa como regra de transito.
  • Mas tem casos como o do Japão onde não tiveram sua colonização pelos britânicos e escolheu por adotar a mão inglesa.

Atenção!

Assim, caso tenha algum desses países como destino, procure conhecer com antecedência qual a mão das vias são adotadas, a mão francesa ou a mão inglesa.

Fato curioso né?

Mas que não devemos estranhar a uma diversidade grande no mundo em que vivemos, todas essas diferenças são hábitos e costumes, que tiveram em seu contexto histórico seus motivos.

Quer ler mais sobre assuntos do mundo dos carros e, além disso, ficar por dentro das novidades?

Portanto, faça parte em nossos grupo. O CarroNosso é um lugar para informação, discussão e troca de experiências.

Jonny Brizio

Vendedor de formação, empreendedor por vocação e entendedor de carros por paixão. Este é o autor deste blog, Jonny Brizio, nascido em 1994 no Rio de Janeiro.
Curiosamente, louco por carros desde os 6 anos, mesmo que não haja ninguém na sua família que compartilhe tão profundamente deste sentimento avassalador.
Cresceu assistindo na TV, os programas “Auto esporte”, “Vrum”, “Auto+” o qual ele assistia religiosamente todos os episódios.
Apesar de todo conhecimento técnico teórico adquirido no programa da TV, junto a artigos e livros já ser grandioso e surpreendente, estava na hora de colocar em prática tudo o que aprendeu e começar a se destacar.
Aos 15 anos, ele decidiu trabalhar em uma oficina mecânica! Lá, Jonny aprendia sobre a mecânica das máquinas e adorava manobrar os carros do clientes, já que o seu pai não o permitia dirigir até que fosse maior de idade.
Sobretudo, as suas habilidades de direção quase que perfeitas em alta velocidade, impressionavam seu pai, que permitia-o dirigir em casos de emergência.
Por fim, aos 18 anos ele pôde desfrutar da sua liberdade por causa da sua independência, onde tivera a oportunidade de dirigir diferentes carros, seja por locadoras ou carros de amigos.
Todavia, junto com toda esta liberdade vem também a responsabilidade. Sendo assim, Jonny decidiu trabalhar com carros, já que a paixão corria em suas veias em todos os aspectos da sua vida.
Por isso, cresceu na carreira e virou consultor de seguros automotivos, onde recebe ligações quase todos os dias para proteger um bem tão essencial na vida de uma pessoa: O carro. Este, aliás, que chega a ser quase um filho para algumas pessoas.
Embora ainda não realizado, decidiu então criar este blog sobre carros, onde compartilha sua bagagem de conhecimentos profundos junto com as noticias que acontecem no momento.
Portanto, este trabalho é oriundo de talento, persistência e um sonho! Grandes vitórias, exigem grandes dedicações, por isso, espera-se que cada leitor absorva cada artigo de forma que venha a acrescentar tanto quanto acrescenta na vida do autor.
Saudações,

Deixe um comentário