Renault Fluence: Por que o veículo não é mais produzido?

O Renault Fluence está entre os sedans que mais tinham potencial para ser uma referência na categoria.

No entanto, recentemente, a montadora afirmou que a sua produção foi encerrada, por conta das vendas baixas e o preço alto do veículo.

Desse modo, vamos trazer algumas das principais informações do seu modelo mais recente.

Principais informações sobre o modelo

A priori, é interessante trazer algumas das principais informações acerca do Renault Fluence, que foi apresentado no ano de 2004.

O mesmo criador desse modelo teve a ideia do cupê 2 + 2, alinhando o conforto e estilo esportivo em único sedan.

Nesse sentido, vemos que o Renault Fluence possui o mesmo tamanho do Renault Laguna (um sedan de porte médio-grande comercializado na Europa).

Com isso, esse modelo atraía a atenção dos consumidores devido ao seu estilo mais esportivo, com design incluindo LED direcionáveis (variando com base na posição do volante).

Na parte lateral do carro, o Fluence trazia, na parte traseira, enormes lanternas, se estendendo até as pontas, saindo do centro.

Além disso, o vidro traseiro tinha formato em V, portanto a principal curiosidade desse modelo é que ele tinha a abertura porta-malas peculiar, com sistema próprio, deslizando da tampa ao teto.

Honda impressiona com motor híbrido no novo Civic 2023, 25km por litro e um designer incrível, assista o vídeo rápido que separamos para você!

O Renault Fluence substituía o Renault Mégane?

O Fluence surgiu e foi divulgado como a 3ª geração do Mégane na Europa, isso porque a marca não conseguia emplacar muitos sedans, ao menos, fora do território francês.

Na primeira geração do Mégane, a versão sedan estava entre as que mais vendeu, e fez muito sucesso aqui no Brasil.

A sua segunda geração também não foi diferente. naquela época, os seus principais concorrentes eram o Honda Civic, Toyota Corolla e o Vectra (Chevrolet).

Porém, após algumas mudanças realizadas no modelo após 2008 fizeram com que o mercado não aceitasse muito bem o Mégane. Por isso, surgiu o Fluence, como um substituto.

A presença do Renault Fluence no mercado brasileiro

O Renault Fluence coumercializou aqui no Brasil na sua versão Expression e esta versão acompanhava:

  • Motor de 1.6
  • 16 válvulas
  • Potência de 115 cavalos
  • Câmbio manual com 5 velocidades

Outra versão era a Dynamique, com motor 2.0, 16 válvulas, potência de 143 cv e o mesmo câmbio CVT.

O Fiat uno 2023 volta em grande estilo! Como SUV, será o maior vilão do segmento que mais cresce no país.

É interessante destacar que o Renault Fluence divide a mesma plataforma de muitos carros da Nissan, sendo a plataforma C da Aliança entre essas duas montadoras.

Assim, o Brasil se manteve aquecido muito tempo por conta desse carro, com boa aceitação do público.

No entanto, as vendas começaram a diminuir, dando espaço para sedans de outras marcas, como o Chevrolet Cruze.

Mesmo com diversas modificações no design (principalmente), isso não foi suficiente para manter o Fluence no mercado, e a sua produção se encerrou.

Gostou, afinal? Então veja também!

Novo Honda ZR-V – O que dizem no exterior sobre o futuro SUV brasileiro?

Chevrolet Seeker, o novo rival do Jeep compass!

Brasil classics Kia show 2022: Os carros mais legais do encontro em MG!

Quer ler mais sobre assuntos do mundo dos carros e, além disso, ficar por dentro das novidades?

Portanto, faça parte do nosso grupo do facebook, CarroNosso, um lugar para informação, discussão e troca de experiências.

Jonny Brizio

Vendedor de formação, empreendedor por vocação e entendedor de carros por paixão. Este é o autor deste blog, Jonny Brizio, nascido em 1994 no Rio de Janeiro.
Curiosamente, louco por carros desde os 6 anos, mesmo que não haja ninguém na sua família que compartilhe tão profundamente deste sentimento avassalador.
Cresceu assistindo na TV, os programas “Auto esporte”, “Vrum”, “Auto+” o qual ele assistia religiosamente todos os episódios.
Apesar de todo conhecimento técnico teórico adquirido no programa da TV, junto a artigos e livros já ser grandioso e surpreendente, estava na hora de colocar em prática tudo o que aprendeu e começar a se destacar.
Aos 15 anos, ele decidiu trabalhar em uma oficina mecânica! Lá, Jonny aprendia sobre a mecânica das máquinas e adorava manobrar os carros do clientes, já que o seu pai não o permitia dirigir até que fosse maior de idade.
Sobretudo, as suas habilidades de direção quase que perfeitas em alta velocidade, impressionavam seu pai, que permitia-o dirigir em casos de emergência.
Por fim, aos 18 anos ele pôde desfrutar da sua liberdade por causa da sua independência, onde tivera a oportunidade de dirigir diferentes carros, seja por locadoras ou carros de amigos.
Todavia, junto com toda esta liberdade vem também a responsabilidade. Sendo assim, Jonny decidiu trabalhar com carros, já que a paixão corria em suas veias em todos os aspectos da sua vida.
Por isso, cresceu na carreira e virou consultor de seguros automotivos, onde recebe ligações quase todos os dias para proteger um bem tão essencial na vida de uma pessoa: O carro. Este, aliás, que chega a ser quase um filho para algumas pessoas.
Embora ainda não realizado, decidiu então criar este blog sobre carros, onde compartilha sua bagagem de conhecimentos profundos junto com as noticias que acontecem no momento.
Portanto, este trabalho é oriundo de talento, persistência e um sonho! Grandes vitórias, exigem grandes dedicações, por isso, espera-se que cada leitor absorva cada artigo de forma que venha a acrescentar tanto quanto acrescenta na vida do autor.
Saudações,

Deixe um comentário