Top 10 das piores estradas do Brasil – Parte 1

É de conhecimento comum à qualquer brasileiro que em nosso país temos estradas ruins. Hoje verá uma lista com o top 10 das piores estradas do Brasil!

Muitos casos desse top 10 das piores estradas do Brasil se dá por descaso dos governantes e claro, quem sofre são os donos dos automóveis, caminhões, dentre outros que, mesmo pagando altos impostos, não são compensados à altura do que pagam.

Pensando nisso, numeramos as piores estradas ao redor das terras tupiniquins, para que, a medida do possível, você, caro leitor, possa evita-las, ou caso não consiga, tome bastante cuidado e preparar o bolso para o caso de reboque, ou o conserto do carro.

Este levantamento de top 10 das piores estradas do Brasil consta na 21ª Pesquisa CNT de Rodovias, feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em parceria com o Sest/Senat.

10. Trecho entre Florianópolis (SC) e Lages (SC): BR-282

Diferente das demais estradas, que estão localizadas entre o Norte e o Nordeste, esta se localiza na região Sudeste do País, sendo classificada apenas como “Regular”.

Segundo a CNT, a baixa qualidade da estrada está ligada aos baixos investimentos na mesma. Em 2017, até junho, foram investidos R$ 3 bilhões em rodovias públicas federais.

Top 10 das piores estradas

Contudo, no ano passado, anunciou-se uma parceria entre o Governo de Santa Catarina e o Senador Dário Berger, onde serão destinados R$ 50 milhões para obras em trechos emergenciais na BR-282 entre Florianópolis e Lages.

A DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), também realizou reparos na rodovia ano passado.

9. Trecho entre Brasília (DF) e Palmas (TO): BR-010, DF-345/BR-010, GO-118, GO-118/BR-010, TO-010, TO-050, TO-050/BR-010 e TO-342

Essa estrada também foi classificada como regular. A via que liga Palmas a Brasília, também dando acesso a Bahia apresenta diversos buracos na estrada.

Portanto causando acidentes e preocupando muito produtores rurais, pois estes sofrem prejuízos devido aos escoamentos das safras.

Top 10 das piores estradas (1)

A situação é tão crítica, que então, até os próprios agricultores já taparam os buracos para um melhor acesso destas. Ano passado, devido às chuvas a GO-118, havia sido interditada.

Contudo não há nenhuma notícia de reforma sobre este trecho!

8. Trecho entre Barracão (PR) e Cascavel (PR): BR-163, PR-163/BR-163, PR-182/BR-163 e PR-582/BR-163

Os problemas dessa rodovia são antigos. Tendo uma parte conhecida conforme “curva da morte”, isto porque devido ao número alto de acidentes.

Top 10 das piores estradas (2)

Segundo dados da PRF, 45% dos acidentes da BR-163, aconteceram no trecho do estado do Paraná, tendo que o que DNIT ser condenado à realizar melhorias após uma denúncia do Ministério Público Federal.

Afinal a Rodovia também é classificada como regular.

7. Trecho entre Teresina (PI) e Barreiras (BA): BR-020, BR-135, BR-235, BR-343, PI-140,PI-141/BR-324 e PI-361

Daqui em diante, sobe-se um nível nessas estradas e classificam-se como ruins. Ademais tendo desníveis gigantes entre a pista e o acostamento transformaram o trecho da BR-135 no Piauí na conhecida “rodovia da morte”.

Top 10 das piores estradas (3)

Contabilizaram-se 43 mortes em 2017 somente nesse trecho, porquanto, sendo maior que o total dos dois anos anteriores.

Assim em 2020, recuperaram-se 59 Km da Br-135 pelo Governo Federal.

O mais incrível é que algumas dessas pistas ainda consideram-se regulares e causam muitos danos aos condutores. Agora, imagina as restantes? Aliás, continua numa próxima matéria.

Gostou? Então veja também…

Você sabe a importância do seguro para seu carro?

Chery Tiggo 7 Pro, veja os destaques deste belo carro agora!

Jeep Compass, vale apena comprar este SUV? Veja!

Conheça a multa mais cara do código de trânsito brasileiro.

Carros mais luxuosos do mundo!

E então, deseja ler mais sobre assuntos do mundo dos carros e ficar por dentro das novidades?

Portanto faça parte do nosso grupo do facebook, CarroNosso, um lugar para informação, discussão e troca de experiências.

Jonny Brizio

Vendedor de formação, empreendedor por vocação e entendedor de carros por paixão. Este é o autor deste blog, Jonny Brizio, nascido em 1994 no Rio de Janeiro.
Curiosamente, louco por carros desde os 6 anos, mesmo que não haja ninguém na sua família que compartilhe tão profundamente deste sentimento avassalador.
Cresceu assistindo na TV, os programas “Auto esporte”, “Vrum”, “Auto+” o qual ele assistia religiosamente todos os episódios.
Apesar de todo conhecimento técnico teórico adquirido no programa da TV, junto a artigos e livros já ser grandioso e surpreendente, estava na hora de colocar em prática tudo o que aprendeu e começar a se destacar.
Aos 15 anos, ele decidiu trabalhar em uma oficina mecânica! Lá, Jonny aprendia sobre a mecânica das máquinas e adorava manobrar os carros do clientes, já que o seu pai não o permitia dirigir até que fosse maior de idade.
Sobretudo, as suas habilidades de direção quase que perfeitas em alta velocidade, impressionavam seu pai, que permitia-o dirigir em casos de emergência.
Por fim, aos 18 anos ele pôde desfrutar da sua liberdade por causa da sua independência, onde tivera a oportunidade de dirigir diferentes carros, seja por locadoras ou carros de amigos.
Todavia, junto com toda esta liberdade vem também a responsabilidade. Sendo assim, Jonny decidiu trabalhar com carros, já que a paixão corria em suas veias em todos os aspectos da sua vida.
Por isso, cresceu na carreira e virou consultor de seguros automotivos, onde recebe ligações quase todos os dias para proteger um bem tão essencial na vida de uma pessoa: O carro. Este, aliás, que chega a ser quase um filho para algumas pessoas.
Embora ainda não realizado, decidiu então criar este blog sobre carros, onde compartilha sua bagagem de conhecimentos profundos junto com as noticias que acontecem no momento.
Portanto, este trabalho é oriundo de talento, persistência e um sonho! Grandes vitórias, exigem grandes dedicações, por isso, espera-se que cada leitor absorva cada artigo de forma que venha a acrescentar tanto quanto acrescenta na vida do autor.
Saudações,

Deixe um comentário