Você usa o celular ao dirigir? Depois de ler isso, você vai parar imediatamente.

Um motorista profissional tem o costume de dirigir por horas em comparação ao motorista iniciante, isso devido a falta de prática e experiência na direção, mas há um ponto em comum nos dois quanto ao uso do celular ao dirigir, confira a seguir.

A DISTRAÇÃO

Acidentes causados por distração e falta de atenção são muito comuns, isso porque é fácil ter acesso a um celular hoje em dia, por exemplo.

Mas se pensarmos que uma leve distração em alta velocidade é o suficiente para que se percorram diversos metros, sem a devida atenção na pista, muitas situações de perigo acontecem.

Tem casos onde o acidente podem ser fatal para o motorista, os passageiros e terceiros que nem mesmo tiveram culpa.

Segundo o atlas da acidentalidade, no transporte brasileiro, acidentes como ultrapassagens indevidas e velocidade incompatível são de muito graves.

Confira porque uma rápida olhada nas notificações pode custar caro!

Com mais de 10 anos de carteira de motorista podemos ter a confiança que Hércules possuiu!

Mas não temos a sua imortalidade, logo, mesmo os mais cascudos no volante devem manter a distância da distração do celular.

Um novato no controle de uma máquina feroz como o carro, normalmente, redobra sua atenção.

Mas a falta de experiência pode levá-lo ao erro de acreditar que uma olhadinha no celular não vai dar em nada, e neste momento coloca tudo a perder.

Atenção à pista!

Por falta de atenção na direção, pressa ou má conduta no volante, apenas no ano de 2020, mais de 24 mil acidentes foram identificados e avaliados pelo atlas da acidentalidade do brasil.

Também 54 mil pessoas se envolveram nesses acidentes causados por falta de atenção. Com base nesses dados fica clara a necessidade de termos que realizar uma direção defensiva e não usar o celular ao dirigir.

Veja Também!

Veja mais sobre direção defensiva clicando aqui.

Saiba como o fusca se tornou uma paixão nacional.

Veja o que um carro precisa ter para uma viagem de qualidade.

Jonny Brizio

Vendedor de formação, empreendedor por vocação e entendedor de carros por paixão. Este é o autor deste blog, Jonny Brizio, nascido em 1994 no Rio de Janeiro.
Curiosamente, louco por carros desde os 6 anos, mesmo que não haja ninguém na sua família que compartilhe tão profundamente deste sentimento avassalador.
Cresceu assistindo na TV, os programas “Auto esporte”, “Vrum”, “Auto+” o qual ele assistia religiosamente todos os episódios.
Apesar de todo conhecimento técnico teórico adquirido no programa da TV, junto a artigos e livros já ser grandioso e surpreendente, estava na hora de colocar em prática tudo o que aprendeu e começar a se destacar.
Aos 15 anos, ele decidiu trabalhar em uma oficina mecânica! Lá, Jonny aprendia sobre a mecânica das máquinas e adorava manobrar os carros do clientes, já que o seu pai não o permitia dirigir até que fosse maior de idade.
Sobretudo, as suas habilidades de direção quase que perfeitas em alta velocidade, impressionavam seu pai, que permitia-o dirigir em casos de emergência.
Por fim, aos 18 anos ele pôde desfrutar da sua liberdade por causa da sua independência, onde tivera a oportunidade de dirigir diferentes carros, seja por locadoras ou carros de amigos.
Todavia, junto com toda esta liberdade vem também a responsabilidade. Sendo assim, Jonny decidiu trabalhar com carros, já que a paixão corria em suas veias em todos os aspectos da sua vida.
Por isso, cresceu na carreira e virou consultor de seguros automotivos, onde recebe ligações quase todos os dias para proteger um bem tão essencial na vida de uma pessoa: O carro. Este, aliás, que chega a ser quase um filho para algumas pessoas.
Embora ainda não realizado, decidiu então criar este blog sobre carros, onde compartilha sua bagagem de conhecimentos profundos junto com as noticias que acontecem no momento.
Portanto, este trabalho é oriundo de talento, persistência e um sonho! Grandes vitórias, exigem grandes dedicações, por isso, espera-se que cada leitor absorva cada artigo de forma que venha a acrescentar tanto quanto acrescenta na vida do autor.
Saudações,

Deixe um comentário